Suícidio Social

Fórum sobre rock. Discuta, divulgue, pire!
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Quando a tarde terminar

Ir em baixo 
AutorMensagem
oldpunk
Admin
avatar

Mensagens : 284
Data de inscrição : 15/03/2012
Localização : xoxotolandia

MensagemAssunto: Quando a tarde terminar   Seg Nov 26, 2012 7:03 am

Quando a tarde terminar - Parte 01 / 02

Existe uma época mágica , que infelizmente você percebe somente após o seu término , normalmente ela situa-se entre o final da adolescência e o ínicio da vida adulta.. Você descobre as drogas , o sexo , questiona o sistema , decide seguir ou não a estrada dos seus sonhos, acredita em revoluções , descobre a musica...o rock and roll...a vida noturna, são dias e dias de festa e o futuro é algo distante , algo quase inimaginável. Você sente-se imortal , é como se a vida fosse um filme da sessão da tarde. Nada é impossivel nessa época dourada. O mais doloroso no entanto não é ter percebido posteriormente esse momento , é ter conseguido enxergar o exato momento que ele começa a terminar , são os últimos dias de glória .

Calcinha , era o apelido de uma figuraça que perambulava pelos corredores do Colégio Parobé no final dos anos 80 , era bem mais velho do que a maioria de nós e era o maior “Tocador de pente” que eu tinha conhecido , um vagabundo profissional , ótimo parceiro de papo furado em noites etílicas .Como ele não trabalhava , chegava quase uma hora antes do início das aulas , sentava próximo ao portão de entrada do colégio e ao menor sinal da chegada de algum conhecido , sacava seu pente do bolso , colocava na boca e tocava a musica tema correspondente ao amigo ,.ele teve o trabalho de criar para cada um daquela corja , um tema específico.E para quem ele não tinha criado nada ,.os outros homenageados davam sugestões...uma sugestão mais canalha que a outra. e aos poucos aquilo tinha virado meio que um show , muitas vezes mesmo não tendo os primeiros periodos de aula , a gurizada aparecia para o sarau inusitado do Calcinha.

Mas numa noite abafada de Setembro , ele estava sentado no seu lugar de costume , cabisbaixo , sem aquele sorriso cafageste de cobrador de ônibus tarado que normalmente surgia por detrás do seu imenso bigode e o pior de tudo , sem o seu famoso pente verde escuro.

- E aí Calcinha , roubaram o pente ?
- Não cara...Tem algo me incomodando
- Fala cara...é grana?
- Não cara....tudo na vida um dia acaba
- O que?
- Tudo acaba?
- Putz Véio , tá chapado?
- Não...é que..merda
- Espera um pouco , vou comprar cigarros e duas latas de coca no barzinho e já volto. No trajeto fiquei imaginando o que poderia ter abalado o velho Calcinha.Mas por mais que eu exercitasse a minha massa cinzenta , nada me vinha a mente.

Voltei .Acendi um cigarro , ofereci uma lata de coca para meu amigo Sentei a seu lado e sem eu ter falado absolutamente nada , após dar um longo gole no refrigerante , ele despejou tudo de uma única vez., quase sem pausas .Uma verborragia de quem estava precisando desabafar, sufocado com seus problemas.

- Cara...tipo daqui a alguns meses acabou essa festa , vamos terminar o colégio técnico , e depois da formatura , da cerimônia , da festa , podemos estender um pouco mais como uma bebedeira ,quem sabe umas putas depois, mas e depois o que nos resta?..faculdade , trabalhar, casar, ter filhos,envelhecer , apodrecer na sala de estar em frente a televisão?.Eu sei sempre rola aquela conversa melancólica “vamos nos encontrar seguido”...mas eu sei que não isso não vai acontecer..cada um segue seu caminho..tu acha que eu rodei tantas vezes porque sou burro?...rodei porque tentei prolongar o máximo possível essa loucura.....podia rodar esse ano...mas eu percebi que era o fim de um ciclo...da minha era dourada..cada um chama como quiser...mas e quando a tarde terminar...eu não vou ter mais isso aqui tudo cara...tudo acaba...Tu ta sacando ?

Aos poucos foi chegando mais gente , o calcinha tomou o resto de coca que ainda restava na lata , e manteve-se calado ...ninguém tinha percebido nada , ele não tocou no assunto novamente...mas aquilo retumbou na minha cabeça....Será que realmente toda aquela doideira tinha sentido....e quando a tarde terminar?....eu jamais imaginei minha vida no futuro..esperava morrer antes dos trinta..era mais fácil encarar o fuutro assim..sem perspectivas....mas do jeito que ele tinha colocado me pareceu deprimente....Será que eu também estava vivendo os últimos suspiros ...os melhores anos da minha vida? Apartir daquele dia eu semprei usei a expressão “quando a tarde terminar” para ex presar um sentimento de final de ciclo...final de uma paixão , final de uma banda , a morte de um amigo.....

Quando a tarde terminar .
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jackoldpunk.blogspot.com/
Pirocca
Admin


Mensagens : 344
Data de inscrição : 13/03/2012

MensagemAssunto: Re: Quando a tarde terminar   Qua Nov 28, 2012 6:18 pm

minha tarde está terminando... simplesmente incrível o texto.. sei la! tu e meu pai são caras que me inspira justamente por isso..não precisam ser grandes rockstar pra ainda estarem curtindo a vida... to com 21 anos.. me formo no final do ano.. e tbm tentei estender isso por um bom tempo.. alias.. vou pra portugal ano q vem pra tentar prorrogar mais meio ano.. mas está acabando.. é foda pensar em trabalho e tudo mais... levar a vida com mais responsabilidade.. parar de ser um sangue suga dos coroas.... foda foda e foda.... vivo esse momento, de estar caindo na real de que a festa acabou :S ou talvez nao tenha acabado, só esteja mudando pra alguma coisa diferente que eu nao faço ideia de como seja
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://suicidiosocial.forumeiro.com
oldpunk
Admin
avatar

Mensagens : 284
Data de inscrição : 15/03/2012
Localização : xoxotolandia

MensagemAssunto: Re: Quando a tarde terminar   Qua Nov 28, 2012 10:05 pm

primeiro peço desculpas pelos erros de portugues...sério eu escrevo tudo sem parar...normalmente bebendo cerveja durante a madrugada..e tenho preguiça de corrigir.....

A segunda parte eu encontro o Calcinha anos depois...e a gente retoma a conversa...sobre a epoca dourada de cada um....mas é tipo ninguem vai comer uma gostosa pela primeira vez...novamente , ou bater a primeira punheta de novo...não tem volta , eu me sinto as vezes meio ridiculo indo no show do matanza , bebendo , jogando futebol com a molecada....mas foda-se....eu encontrei uma menina legal que gosta desse meio jeito maluco , então foda-se nao ter um puta carro , uma puta casa...eu troco todo esses lances de festas chatas e afins em ficar com os pias....essa é a minha felicidade...

Po viagem pra portugal...massa...meu unico sonho de consumo...viajar pelo mundo sem destino...e sem volta
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jackoldpunk.blogspot.com/
Gordinho



Mensagens : 20
Data de inscrição : 26/09/2012

MensagemAssunto: Re: Quando a tarde terminar   Qui Nov 29, 2012 12:09 am

aguardo da parte II
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
oldpunk
Admin
avatar

Mensagens : 284
Data de inscrição : 15/03/2012
Localização : xoxotolandia

MensagemAssunto: Re: Quando a tarde terminar   Qua Jan 02, 2013 10:49 am

Quando a tarde terminar - Parte 02 / 02

Quatro anos depois a minha era dourada também chegava ao fim , eu a autodenominei “noites que valeram por uma vida” , uma singela homenagem as noites passadas em claro , com um violão compondo musicas , bebendo e fumando muito , muitas vezes acompanhado de uma banda e inumeras outras sozinho junto com minha melhor namorada na época : a melancolia.Também uma homenagem aos vôos noturnos pelo Bomfim , onde muitas vezes eu não sabia como tinha conseguido chegar em casa na manhã seguinte.

Eu lembro do exato momento que senti a mesma angustia do meu velho amigo de colégio , a sensação que os últimos dias de festa escorriam pelos meus dedos , sem eu poder fazer nada para impedir.Eu estava sentado no capô do meu velho opala diplomata.

num posto de gasolina perto da praia de Torres , as seis da manhã de um domingo. Bebendo a última cerveja da noite e fumando , olhando a estrada deserta ..e divagando sozinho , como se de um lado da estrada estivesse toda aquela loucura sem fim que tinha sido minha vida até agora e do outro uma total incerteza , mas que a cada dia parecia ser o caminho a ser tomado.

Algumas pessoas saem a noite para esquecer da vida , tentar desesperadamente se perder , encontrar uma salvação, um sentido , uma resposta. Eu enchia o tanque do carro e rumava madrugada adentro até alguma praia gaucha , bebendo e escutando musica , parando nos botecos e postos de beira de estrada , jogando conversa fora com garçonetes , bebuns e todo o tipo de seres noturnos .E ao chegar na praia tomava uma café preto sem açucar .....e simplesmente retornava a Porto Alegre , era uma forma de encontrar uma saída , ou simplesmente uma fuga para quando a barra pesava.

Aprendi que não adiantava lutar , era um ciclo que estava se fechando E por mais doloroso que fosse e foi , tudo na vida um dia acaba...as bandas , os amores , a turma do futebol sabado de manhã , a turma do barzinho ....e as noites que valeram por uma vida também.

Caminhando pelo parque da redenção , num dia qualquer da semana , bebendo uma coca-cola e olhando as bundas das senhoras respeitáveis e das ninfetas chaves-de-cadeia....esbarro no meu velho amigo “tocador de pente”. Dois estranhos no ninho , matando serviço em plena tarde portoalegrense.

- E ai cara? Não acredito
- Putz Calcinha , somos dois vagabundos mesmo hein....em pleno horário de serviço
- Ahh veio que legal de rever , como andam as coisas.....
- Cara ...casei ..tenho um filho...não fiquei rico , nem virei um rockstar...e tu calcinha?
- Tem tempo para uma cerva ? Vamos no Lola..?ou tem compromisso?
- Cara até tenho..mas foda-se..vamos lá.

No caminho ele foi me contando que logo após ter ser formado , alugou um quarto e sala no centro , conseguiu um emprego chato mas que pagava as contas...foi levando a vida ..literalmente..sem pensar..era com que se algo tivesse por acontecer...só não sabia se seria algo de bom ou ruim. De segunda a sexta , trabalho e no final de semana tornava-se um provador de bucetas , de todos os tamanhos,cores e cheiros....mas o mais inacreditável aconteceu....ele se apaixonou por uma coroa de 45 anos.

- Cara eu tava fazendo umas compras no supermercado...coisa de cara solteiro...comida congelada , cerveja , mais comida congelada ...mais cerveja...e ai escuto uma voz “ Nossa vai ter um banquete “...viro e enxergo uma coroa enxuta , com um sorriso encantador..um misto de gostosa com simpática..ou seja um perigo
- Conheço bem o estilo ...
- Ela era viuva de um militar , cheia da grana e meu amigo....me senti com se nunca tivesse transado antes....porque como ela disse meio que me deixando sem chão....” Eu gosto de fuder , não de fazer amor ou transar”.
- Putz cara ....
- Vou ser sincero , me apaixonei por ela , saca quando até as musicas babacas fazem sentido....ela também morava no centro , numa apartamento luxuoso e eu naquele pulgueiro...cara me senti envergonhado...não tinha como bancar aquela mulher.
- Tá mas e ai cara...o que tu fez
- Nada....ela me convenceu a morar com ela , largar o emprego...disse que ela tinha pouco tempo pra perder com besteiras....que eu deixasse de lado esse machismo.....cara me senti culpado por não poder fazer nada...mas eu tava sendo feliz...muito feliz....um nova era dourada...
- Cara tu lembra disso ainda......
- Claro ..achei que não haveria nada melhor que aqueles tempos do colégio...mas tava errado...o mundo é feito de pequenos ciclos...pequenos paraisos...alguns infernos....mas as vezes é preciso ter coragem....
- Como assim coragem ?
- Eu levanto depois das dez , fumo um baseado...fico olhando um pouco de televisão bebo uma cerveja e espero ela voltar da academia..saímos pra almoçar fora....depois caminhamos pelo centro...vamos numa locadora...pegamos uns filmes pra ver durante a madrugada....depois chegamos em casa e trepamos....todas as perversões imaginaveis numa mesma mulher.
- Mas tu acha que precisa coragem pra isso...eu adoraria viver assim..sem ter que trabalhar....
- Eu sei ....é que as vezes eu me sinto culpado...herança da minha educação católica.... vivendo de forma diferente da manada....
- Tá me diz calcinha...tu é feliz assim?eu também vivo diferente da manada e eu sou feliz....não é fácil ser diferente...mas vale a pena
- Cara sou fudidamente feliz...

Passamos o restante da tarde enchendo a cara , falando do passado , sexo , mulheres , dos amigos que ficaram pelo caminho ( amigos mortos...outros mortos vivos com suas vidas de homens respeitáveis ) , das dificuldades de estar vivo e conviver com as perdas , dos medos , das eras douradas....das noites que valeram por uma vida.

- Sabe eu tenho medo , que um dia isso um dia acabe , afinal tudo acaba...sabe um dia ela se encha de mim..e me mande embora.
- Calcinha...acho que o lance é não pensar muito...ou beber muito

Uma sonora gargalhada espalha-se pelo bar vazio. A noite chega e rumamos para nossos paraisos particulares , ambos carregando no fundo aquela centelha adolescente do “viva o máximo e foda-se” , sem grandes luxos ou carros importados...mas bebendo e jogando conversa fora num dia da semana....isso talvez seja a verdadeira felicidade ....não adianta ter liberdade...é preciso ser livre.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jackoldpunk.blogspot.com/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Quando a tarde terminar   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Quando a tarde terminar
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Por que ficamos vermelho quando estamos com vergonha? Por que a gente treme?
» pedal Electro Harmonix estalando quando liga
» Barbaridades que ouvimos quando estamos iniciando...
» quando as notas não se afinam...
» Quando deus te desenhou com uma caneta cor-de-rosa, a caneta escorregou e...

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Suícidio Social :: Off Topics :: Bate Papo-
Ir para: